EFEITO TOXICOLÓGICO DE QUATRO PRODUTOS QUÍMICOS UTILIZADOS NA PROFILAXIA DE PEIXE ORNAMENTAL AMAZÔNICO

Henrique Malta Dias, Ruda Fernandes Brandão Santos, Nicolas Levy Pereira, Natalino da Costa Sousa, Marcia Valeria Silva do Couto, Higo Andrade Abe, Rodrigo Yudi Fujimoto

Resumo


O objetivo deste estudo foi determinar a toxicidade aguda de fármacos quimioterápicos utilizados para o controle de doenças em peixes cardinais ornamentais (Paracheirodon axelrodi). Os peixes foram expostos a quatro produtos químicos: formalina, oxitetraciclina, sulfato de cobre e verde malaquita. Foram realizados quatro experimentos, distribuídos em delineamento inteiramente aleatorizado com sete concentrações do produto teste (formalina, oxitetraciclina, sulfato de cobre e verde malaquita), um controle e três repetições. Utilizou-se um sistema estático com cinco peixes por recipiente contendo 2 L de água durante 96 horas. Foram estimadas as concentrações letais 50% (LC inicial (I) 50-96h) de 67,94 mg.L-1, 3,83 mg.L-1, 1,65 mg.L-1 e 0,85 mg.L-1 para formalina, oxitetraciclina, sulfato de cobre e verde de malaquita, respectivamente. Assim, no presente estudo a formalina foi considerada de baixa toxicidade para o tetra cardinal e o sulfato de cobre, oxitetraciclina e verde malaquita são moderadamente tóxicos.

Palavras-chave: Peixe ornamental, doenças de peixes, quimioterápicos, concentração letal.




DOI: http://dx.doi.org/10.18561/2179-5746/biotaamazonia.v8n4p13-16

Direitos autorais 2018 Biota Amazônia (Biote Amazonie, Biota Amazonia, Amazonian Biota)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.