METAZOÁRIOS PARASITOS DE QUATRO ESPÉCIES DE PEIXES DA BACIA IAGARAPÉ FORTALEZA, ESTADO AMAPÁ (BRASIL)

Ivanildo Amanajás Brito-Junior, Marcos Tavares-Dias

Resumo


Este estudo avaliou a fauna de metazoários parasitando Pygocentrus nattereri, Gymnotus carapo, Astyanax abramis e Astyanax sp.  da bacia do Igarapé da Fortaleza, estado do Amapá (Brasil). Os peixes foram coletados de outubro de 2012 a abril de 2013, e as quatro espécies de hospedeiros examinados estavam parasitados por 14 táxons de metazoários e um total de 580 parasitos foram coletados.  Somente larvas de Contracaecum sp.   foram comuns a todos os hospedeiros examinados e metacercárias de Posthodiplostomum sp. ocorreram em três espécies de hospedeiros, enquanto Ergasilus sp.  foi encontrado somente em G. carapo. Monogeneas Urocleidoides affinis ocorreram somente em A. abramis e Astyanax sp., enquanto em P. nattereri foram encontradas outras cinco espécies de monogeneas e G. carapo outras três espécies. Portanto, houve uma predominância de ectoparasitos e entre os endoparasitos a predominância foi de estágios larvais. Este é o primeiro relatados desses parasitos para P. nattereri, G. carapo, A. abramis e Astyanax sp.

Palavras-chave: Amazônia, helmintos, parasitos, peixes de água doce.


Texto completo:

DOWNLOAD DO ARQUIVO (PDF)


DOI: http://dx.doi.org/10.18561/2179-5746/biotaamazonia.v8n2p1-3

Direitos autorais 2018 Biota Amazônia (Biote Amazonie, Biota Amazonia, Amazonian Biota)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.