PERFIL FITOQUÍMICO, ENSAIO MICROBIOLÓGICO E TOXICIDADE FRENTE A Artemia salina DO EXTRATO DA ENTRECASCA DA Myracrodruon urundeuva A.

Ronilson Ferreira Freitas, Paulo Roberto Aguiar Lima, Mônica Amorim Pimentel, Priscila Regina Queiroz

Resumo


A população brasileira utiliza as plantas medicinais como fonte terapêutica natural, baseados em heranças étnicas e culturais transmitidas por gerações, caracterizadas de forma única de cada região. Não somente como recurso medicinal alternativo, mas também como única fonte terapêutica acessível para muitas comunidades. Sendo assim, este estudo objetivou avaliar o perfil fitoquímico, a atividade antimicrobiana e a toxicidade frente a Artemia salina do extrato da entrecasca da Myracrodruom urundeuva A. Trata-se de um estudo com objetivos descritivos e com procedimentos experimentais. O material vegetal foi coletado na região do município de Montes Claros, Norte de Minas. Foi obtido o extrato da entrecasca sobre maceração exaustiva, posteriormente se realizou os testes fitoquímicos, onde através destes foram detectados a presença de: taninos, flavonóides, alcaloides e saponinas. A atividade antimicrobiana foi realizada através do método de análise antibiograma, onde o extrato da entrecasca se mostrou eficaz na inibição dos microrganismos ao qual foi exposto, sua verificação da toxicidade frente a Artemia salina, revelou um elevado grau de toxicidade do extrato da sua entrecasca.

Palavras-chave: Plantas Medicinais, Fitoterápicos, Myracrodruon urundeuva A.


Texto completo:

DOWNLOAD DO ARQUIVO (PDF)


DOI: http://dx.doi.org/10.18561/2179-5746/biotaamazonia.v8n3p24-27

Direitos autorais 2018 Biota Amazônia (Biote Amazonie, Biota Amazonia, Amazonian Biota)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.