BIOLOGIA ALIMENTAR DO MUSSUM, Synbranchus marmoratus (BLOCH, 1795) (OSTEICHTHYES: SYNBRANCHIDAE) NO AÇUDE MARECHAL DUTRA, LOCALIZADO NO SEMI-ÁRIDO BRASILEIRO

Luciana Araújo Montenegro, Daisy Nazareth Ferreira Damasceno, Raimunda Gonçalves Almeida, Sathyabama Chellappa

Resumo


O presente trabalho analisou o conteúdo estomacal dos exemplares de mussum, Synbranchus marmoratus, capturados no açude Marechal Dutra, estado do Rio Grande do Norte, nordeste do Brasil. Foram obtidos de cada exemplar o comprimento total, peso do corpo e estômago. A análise do conteúdo estomacal foi realizada com o método volumétrico, de pontos e o método de frequência de ocorrência, aplicando-se sobre este o Índice de Importância Alimentar. As variações na dieta e a frequência de ingestão alimentar foram relacionadas com a pluviosidade. Durante a seca a espécie apresentou valores altos no índice médio de repleção, com pico no mês de outubro e o menor valor ocorreu no mês de fevereiro durante o período chuvoso. Synbranchus marmoratus se alimentou de material animal, preferencialmente de camarões (45,21%), material orgânico semi-digerido (23,93%), moluscos (11,56%), peixes (10,93%), insetos (6,25%) e nematóides (2,12%). A espécie em estudo foi caracterizada como carnívoro com preferência a carcinofagia, com maior atividade alimentar durante a estiagem.

Palavras-chave: Synbranchiformes, dieta, Índice de Importância Alimentar, carcinofagia, açude do bioma Caatinga.


Texto completo:

DOWNLOAD DO ARQUIVO (PDF)


DOI: http://dx.doi.org/10.18561/2179-5746/biotaamazonia.v1n2p45-52

Direitos autorais 2011 Biota Amazônia (Biote Amazonie, Biota Amazonia, Amazonian Biota)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.