INFLUÊNCIA LONGITUDINAL DE BARRAMENTOS NA ESTRUTURA ICTIOFAUNÍSTICA EM RIACHO DE PEQUENA ORDEM

Robson Alexandre Tozzo, Augusto Frota, Renata Rúbia Ota, Fagner de Souza

Resumo


Para avaliar as diferenças ambientais a montante e a jusante de represas objetivamos inventariar e comparar a ictiofauna e os parâmetros ecológicos em duas áreas amostrais (córregos Japira a montante e Água do Xaxim a jusante), situadas na bacia do rio Tibagi, sistema do alto rio Paraná. Os parâmetros ecológicos utilizados foram: abundância, riqueza e diversidade de espécies, equitabilidade e dominância. Para comparar os parâmetros ecológicos entre os córregos utilizamos uma ANOVA. Houve grande dominância de Poecilia reticulata em ambos os córregos, porém o córrego Água do Xaxim apresentou maiores valores de riqueza, diversidade e equitabilidade e baixos valores de abundância e dominância quando comparado aos valores do córrego Japira. Somente a abundância (p = 0,0049), equitabilidade (p = 0,0190) e dominância (p = 0,0392) apresentaram diferenças significativas entre os córregos. Além disso, a qualidade ambiental do córrego Água do Xaxim mostrou-se preservada, enquanto que a do córrego Japira mostrou-se impactada. As diferenças dos parâmetros associadas à qualidade ambiental deteriorada pela barragem permitem inferir que o córrego Japira tem sofrido impactos ecológicos e ressaltam a necessidade de medidas de conservação.

Palavras-chave: Bacia do alto rio Paraná, montante, jusante, parâmetros ecológicos.


Texto completo:

DOWNLOAD DO ARQUIVO (PDF)


DOI: http://dx.doi.org/10.18561/2179-5746/biotaamazonia.v7n4p1-5

Direitos autorais 2017 Biota Amazônia (Biote Amazonie, Biota Amazonia, Amazonian Biota)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.