DISTRIBUIÇÃO ESPACIAL DE LARVAS DE PEIXES EM UM RESERVATÓRIO TROPICAL NA BACIA ARAGUAIA-TOCANTINS

Suzana Carla da Silva Bittencourt, Adilson Leão Silva, Diego Maia Zacardi, Thiago Monteiro, Luiza Nakayama

Resumo


Grandes usinas hidrelétricas (UHE) têm sido implementadas na região amazônica, ocasionando alterações nas bacias hidrográficas, devido às construções de reservatórios que provocam mudanças nas comunidades biológicas, com consequências diretas aos recursos pesqueiros, que são fundamentais para essa região. No entanto, apesar de sua importância ecológica e econômica, a ictiofauna em reservatórios na região Norte carece de dados biológicos básicos, principalmente relacionados às fases inicias de seu ciclo de vida. Assim, este estudo fornece as primeiras informações sobre a ocorrência, a distribuição espacial e a abundância de larvas de peixes no reservatório de Tucuruí, no Pará, situado na bacia hidrográfica do Araguaia-Tocantins. As coletas foram realizadas em 10 estações ao longo da zona lacustre do reservatório, por meio de arrastos subsuperficiais na coluna d’água, utilizando uma rede de plâncton cilíndrica com malha de 300 μm. As larvas coletadas foram triadas, contadas e identificadas ao menor nível taxonômico possível. Foram capturadas 1411 larvas, cuja maioria estava em estágio de pré-flexão, distribuídas em 7 ordens, 7 famílias e 5 espécies. Houve ocorrência de larvas em todos os locais de coleta ao longo do reservatório, mas sem diferenças significativas nas densidades. O reservatório da UHE de Tucuruí apresenta, principalmente, espécies de peixes de pequeno porte e consideradas sedentárias. A distribuição das larvas de peixes é maior nos pontos situados a montante do reservatório. Algumas espécies apresentam ampla distribuição espacial, demonstrando uma estratégia de ocupação generalista. Contudo, é evidente a presença de espécies de peixes de elevada importância para a pesca na região.

Palavras chave: ictioplâncton, Tucurui, Reservatório.

Texto completo:

DOWNLOAD DO ARQUIVO (PDF)


DOI: http://dx.doi.org/10.18561/2179-5746/biotaamazonia.v8n1p10-13

Direitos autorais 2018 Biota Amazônia (Biote Amazonie, Biota Amazonia, Amazonian Biota)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.