VARIAÇÕES TEMPORAIS DOS PARÂMETROS LIMNOLÓGICOS, OS GRUPOS FREQUENTES E ÍNDICES BIOLÓGICOS DA COMUNIDADE FITOPLANCTÔNICA DO AÇUDE SANTA CRUZ, RIO GRANDE DO NORTE, BRASIL

Emilly Kataline Rodrigues Pessoa, Patrícia Luiza da Silva Carmo de Lima, Wallace Silva Nascimento, Sathyabama Chellappa, Naithirithi T. Chellappa

Resumo


A frequência da comunidade fitoplanctônica em açudes depende de diversos fatores físicos, químicos e biológicos, que por sua vez estão sujeitos à ação de regime pluviométrico. O presente trabalho descreve as variações temporais dos parâmetros limnológicos, os grupos frequentes e índices biológicos da comunidade fitoplanctônica do açude Santa Cruz, Rio Grande do Norte, Brasil. As amostras das águas superficiais do açude foram coletadas mensalmente durante o período de outubro de 2013 a agosto de 2014, e foram registrados os parâmetros limnológicos juntamente com a identificação da comunidade fitoplanctônica. O valor médio da temperatura da água durante o período de estiagem foi de 29°C e para o período chuvoso foi de 24ºC. O pH teve seu maior valor de 8,9 no mês de outubro e seu menor valor de 6,1 no mês de janeiro. Valor médio da condutividade elétrica foi elevado, sendo de 1889 μScm-1 durante o período total de estudo. Os nutrientes inorgânicos apresentaram valores baixos durante todo o período de estudo. O estado trófico do açude Santa Cruz indicou o ambiente como oligotrófico. As espécies Cylindrospermopsis raciborskii (Cianofícea) e Surirella ovalis (Diatomácea) foram presentes durante os meses de dezembro a agosto. As espécies Cloterium elongatum, Crucigenia tetrapedia e Staurastrum punctatum (Clorofícea) foram abundantes durante o período de estiagem, enquanto que Navícula cuspidata, Surirella ovalis (Diatomácea) e Cylindrospermopsis raciborskii (Cianofícea) foram abundantes durante o período de chuva. A comunidade fitoplanctônica apresentou maiores índices de riqueza, diversidade, dominância e similaridade, logo após de período chuvoso, no mês de maio, permitindo a coexistência das espécies.

Palavras-chave: fitoplâncton, fatores limnológicos, clorofila a, estado trófico, açude.


Texto completo:

DOWNLOAD DO ARQUIVO (PDF)


DOI: http://dx.doi.org/10.18561/2179-5746/biotaamazonia.v7n2p59-64

Direitos autorais 2017 Biota Amazônia (Biote Amazonie, Biota Amazonia, Amazonian Biota)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.