ASPECTOS ECONÔMICOS E HIGIÊNICO-SANITÁRIOS DA COMERCIALIZAÇÃO DO PESCADO NO MUNICÍPIO DE BRAGANÇA (PA)

Julliany lemos Freire, Bianca Bentes Silva, Adelson Souza

Resumo


No município de Bragança, a comercialização do pescado é realizada principalmente em feiras livres e no mercado municipal, e esta atividade envolve um número significativo de pessoas denotando sua importância sócio-econômica. Com o objetivo de diagnosticar os aspectos higiênico-sanitários da feira e do mercado municipal de Bragança, verificar a variação de preço e compreender a dinâmica de oferta do pescado comercializado no município, foram coletados dados de volume e valor de comercialização do pescado na feira do peixe no município, entre os meses de janeiro a dezembro/2007 com periodicidade quinzenal. Os resultados evidenciaram que apesar do volume de pescado comercializado e a variedade de táxons registrada, a feira de Bragança não apresenta condições de infra-estrutura e higiene ideais, podendo prejudicar a qualidade bioquímica do pescado consumido no município. As variações de preço ao longo do ano para todos os recursos disponíveis estão diretamente relacionadas à sua variação sazonal, sendo a pescada gó (Macrodon ancylodon) a espécie que apresentou maior variação de volume e preço durante o estudo.

Palavras-chave: feira do peixe, mercado, oferta-procura, higiene do mercado.


Texto completo:

DOWNLOAD DO ARQUIVO (PDF)


DOI: http://dx.doi.org/10.18561/2179-5746/biotaamazonia.v1n2p17-28

Direitos autorais 2011 Biota Amazônia (Biote Amazonie, Biota Amazonia, Amazonian Biota)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.