RIQUEZA E SELETIVIDADE DE PALMEIRAS AO LONGO DE GRADIENTES AMBIENTAIS NA REGIÃO DO INTERFLÚVIO PURUS-MADEIRA EM PORTO VELHO, RO

Susamar Pansini, Adeilza Felipe Sampaio, Neidiane Farias Costa Reis, José Vicente Elias Bernardi, Carlos Alberto Nobre Quesada, Ricardo Teixeira Gregório de Andrade, Angelo Gilberto Manzatto

Resumo


O presente trabalho teve como objetivo avaliar a influência de gradientes ambientais sobre a riqueza e seletividade de espécies de Palmeiras (Arecaceae) em um trecho do interflúvio Purus-Madeira na Estação Ecológica do Cuniã em Porto Velho Rondônia. Utilizou-se o método RAPELD de amostragem padrão para estudar 48 parcelas em uma área de 25km2, sendo 30 parcelas em áreas de terra firme e 18 ripárias, sendo identificada uma comunidade composta de 49 espécies distribuídas em 11 gêneros. Foram utilizadas analises de Similaridade de Cluster (Ordenação pelo método de Twinspan), para verificar as espécies preferenciais de acordo com as condições locais.  Análises de similaridade de Sorensen e Twinspan indicam que as espécies respondem às variações do tipo de solo e distância da água, com algumas espécies ocorrendo exclusivamente em solo hidromórficos. Os resultados mostram que a riqueza e seletividade de palmeiras na área são determinadas em parte pela inclinação, tipo e umidade do solo, existindo gradientes internos de seletividade dentro e entre unidades amostrais que evidenciam a forte influência destes gradientes sobre a riqueza de palmeiras na área.

Palavras-chave: Arecaceae, palmeiras, fatores ambientais, Amazônia, distribuição vegetal.


Texto completo:

DOWNLOAD DO ARQUIVO (PDF)


DOI: http://dx.doi.org/10.18561/2179-5746/biotaamazonia.v6n2p93-100

Direitos autorais 2016 Biota Amazônia (Biote Amazonie, Biota Amazonia, Amazonian Biota)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.