ESTRUTURA POPULACIONAL E REPRODUÇÃO DO ANUJÁ Trachelyopterus galeatus, (LINNAEUS, 1766), EM UMA ÁREA DE USO SUSTENTÁVEL DA ZONA COSTEIRA AMAZÔNICA

Daniel Gomes de Sousa, Nayara Cristina Barbosa Mendes, Luciano de Jesus Gomes Pereira, Suélly Cristina Pereira Fernandes, Bianca da Silva Bentes

Resumo


Trachelyopterus galeatus é conhecido popularmente como anujá ou cachorrinho, está entre as espécies de peixes que habitam a área de uso sustentável de zonas costeiras amazônicas, dentre as quais a Reserva Extrativista Marinha de Tracuateua Pará, Brasil. As amostras foram coletadas entre abril de 2014 e abril de 2015, no período da lua nova com espinhel e tarrafa. No total, foram capturados 130 indivíduos de T. galeatus, sendo 66 machos (50,77%) e 64 fêmeas (49,23%). Foi encontrado o maior indivíduo já reportado na literatura. Os machos foram maiores e mais pesados que as fêmeas. A proporção sexual foi de um macho para cada fêmea. A maior frequência de T. galeatus foi na estação chuvosa amazônica, sendo as fêmeas as que obtiveram as maiores frequências tanto absolutas como relativas para a classe de 9 a 12 (cm). Para as relações morfométricas, todas as correlações foram alométricas negativas. As maiores frequências ocorreram na estação chuvosa, quando machos e fêmeas eram maduros, esgotados ou em repouso.

Palavras-chaves: Auchenipteridae, Reserva Extrativista, sex ratio, bioecologia.


Texto completo:

DOWNLOAD DO ARQUIVO (PDF)


DOI: http://dx.doi.org/10.18561/2179-5746/biotaamazonia.v6n2p41-49

Direitos autorais 2016 Biota Amazônia (Biote Amazonie, Biota Amazonia, Amazonian Biota)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.