ASPECTOS BIOQUÍMICOS DE PLANTAS JOVENS DE AÇAÍZEIRO (Euterpe oleraceae) SOB DOIS REGIMES HÍDRICOS NA AMAZÔNIA ORIENTAL

Yvens Ely Martins Cordeiro, Francinei Bentes Tavares, Afonso Welliton de Sousa Nascimento, Heriberto Wagner Amanajás Pena

Resumo


Na floresta Amazônica, o açaizeiro (Euterpe oleracea, Mart.) destaca-se por ser a palmeira mais utilizada desse Estuário, tanto em frutos como em gêneros derivados da planta. O fruto, matéria-prima para a obtenção do suco de açaí, bebida símbolo do estado do Pará, é o principal produto oriundo da palmeira. O Brasil se posiciona como o maior produtor, consumidor e exportador desse produto. O experimento foi realizado em casa de vegetação pertencente a Embrapa Amazônia Oriental, nos meses de setembro a novembro de 2015. O déficit hídrico por dezesseis dias resultou em alterações consideráveis na manutenção da turgescência e crescimento de plantas. O estudo revelou que o déficit hídrico de 16 dias em plantas de acaizeiro promoveu aumento nas concentrações de sacarose, carboidratos solúveis totais, prolina e glicina-betaína, osmorreguladores estes que mantiveram o status hídrico nas folhas das plantas.

Palavras-chave: Amazônia, açaí, estresse hídrico, osmorreguladores.


Texto completo:

DOWNLOAD DO ARQUIVO (PDF)


DOI: http://dx.doi.org/10.18561/2179-5746/biotaamazonia.v7n3p52-56

Direitos autorais 2017 Biota Amazônia (Biote Amazonie, Biota Amazonia, Amazonian Biota)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.