RELAÇÕES PESO-COMPRIMENTO E COMPRIMENTO-COMPRIMENTO PARA 37 ESPÉCIES DE PEIXES DEMERSAIS DO CANAL PRINCIPAL DO RIO MARAPANIM, COSTA NORDESTE DO ESTADO DO PARÁ, BRASIL

Daniel Ferraz, Tommaso Giarrizzo

Resumo


Relações comprimento-comprimento e peso-comprimento são apresentadas para 37 espécies de peixes demersais capturadas no canal principal do rio Marapanim. O coeficiente alométrico (b) da relação peso-comprimento (W = aLb) apresentou média de 3,04 (±0,32). A alometria positiva foi dominante (15 espécies, 42,1%), seguida por isometria (13 espécies, 34,2%) e alometria negativa (9 espécies, 23,7%). O presente estudo representa a primeira referência de relação comprimento-comprimento para costa norte do Brasil.

Palavras-chave: Peixes demersais; Coeficiente alométrico; Marapanim; Costa norte do Brasil.




DOI: http://dx.doi.org/10.18561/2179-5746/biotaamazonia.v5n3p78-82

Direitos autorais 2015 Biota Amazônia (Biote Amazonie, Biota Amazonia, Amazonian Biota)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.