VALIDAÇÃO DE SISTEMA DE APTIDÃO AGRÍCOLA DAS TERRAS EM PROJETO DE ASSENTAMENTO DE SENA MADUREIRA, ACRE

Paulo Guilherme Salvador Wadt, Elaine Almeida Delarmelinda, Wanderson Henrique Couto, Lúcia Helena Cunha dos Anjos, Marcos Gervasio Pereira

Resumo


Sistemas de avaliação da aptidão agrícola das terras são instrumentos importantes na elaboração de zoneamentos ecológicos, planejamentos e readequação do uso da terra. Todavia, exigem grande volume de recursos, nem sempre disponíveis na escala de campo exigida. Para sanar esta limitação pode-se desenvolver sistemas especialistas baseados em indicadores de fácil obtenção e aplicável a diversas escalas, desde o nível de propriedade rural até regional. Assim, o objetivo deste trabalho foi comparar o Sistema de Avaliação da Aptidão Agrícola das Terras, comumente utilizado no Brasil, frente a uma nova proposição baseada em indicadores parametrizáveis, testando seu desempenho na interpretação do potencial de uso da terra em projeto de assentamento agrícola no município de Sena Madureira, estado do Acre. Os indicadores requeridos pelo novo sistema foram obtidos de estudos de levantamento solos, sendo as classes em cada sistema comparadas quanto à indicação da aptidão agrícola em cada paisagem avaliada. O sistema especialista, mesmo adotando critérios distintos principalmente quanto à definição de nível tecnológico e de sistemas de uso da terra, apresentou semelhanças com o sistema convencional. Ele também propiciou uma análise mais detalhada dos fatores de limitação agrícola, mostrando maiores variações nos graus de limitação mesmo para solos pertencentes à mesma classe taxonômica, no nível de ordem e subordem.

Palavras-chave: Capacidade de uso da terra, reordenamento ambiental, Amazônia.



Texto completo:

DOWNLOAD DO ARQUIVO (PDF)


DOI: http://dx.doi.org/10.18561/2179-5746/biotaamazonia.v5n4p68-77

Direitos autorais 2015 Biota Amazônia (Biote Amazonie, Biota Amazonia, Amazonian Biota)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.