CARACTERIZAÇÃO ETNOBOTÂNICA DE ESSÊNCIAS FLORESTAIS COM FINS MEDICINAIS UTILIZADAS PELA ETNIA XIPAYA, NO MUNICÍPIO DE ALTAMIRA-PA

Joielan Xipaia dos Santos, Alisson Rodrigo Souza Reis, Sterphane Matos Parry, Fábio Miranda Leão, Josiane Celerino de Carvalho

Resumo


O objetivo do presente trabalho foi realizar uma caracterização etnobotânica de essências florestais com fins medicinais utilizadas pela etnia Xipaya da aldeia Tukamã-PA. Para isso, foram utilizadas metodologias tradicionais para levantamentos etnobotânicos, como aplicação de questionários descritivos e qualitativos, além dos índices de diversidade de Shannon-Wiener e Simpson, Equitabilidade de Pielou e concordância de uso principal (CUP).  As famílias botânicas mais citadas foram: Fabaceae, Moraceae, Lecythidaceae, Euphorbiaceae e Lauraceae. Constatou-se diferentes formas de preparo, bem como diferentes partes do vegetal utilizada.  O índice de diversidade de Shannon-Wiener foi de 3,24, equitabilidadede Pielou 0,97 e Simpson 0,04, considerados significativos. As espécies casca-preciosa (Aniba canelilla), cedro-rosa (Cedrela odorata), genipapo (Genipa americana), ipê-roxo (Tabebuia impetiginosa), mulungu (Erythrina mulungu), quina (Quassia amara) e sangra-d’água (Croton urucurana) apresentaram unanimidade de concordância de uso principal (CUP). Diante disso, observou-se que a comunidade Xipaya, da Aldeia Tukamã, ainda detêm bastante informações das essências florestais medicinais, sendo as mulheres, as principais, detentoras dessas práticas, colaborando assim com a educação, cultura e modo de vida desta comunidade.

Palavras-chave: Mulheres indígenas, biodiversidade de espécies, plantas medicinais.


Texto completo:

DOWNLOAD DO ARQUIVO (PDF)


DOI: http://dx.doi.org/10.18561/2179-5746/biotaamazonia.v6n2p1-8

Direitos autorais 2016 Biota Amazônia (Biote Amazonie, Biota Amazonia, Amazonian Biota)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.