REPRODUCTIVE BIOLOGY AND VARIATIONS IN THE GONADAL DEVELOPMENT OF THE FISH CURIMATÃ (Prochilodus brevis STEINDACHNER, 1875) IN CAPTIVITY

Aline da Costa Bomfim, Danielle Peretti, Christina da Silva Camillo, Simone Almeida Gavilan Leandro da Costa, Renata Swany Soares do Nascimento

Resumo


Este estudo analisou a biologia reprodutiva de Prochilodus brevis mantida em cativeiro durante o desenvolvimento ontogenético, a fim de contribuir com a conservação e o aprimoramento da reprodução induzida dessa espécie, a qual destaca-se por ter valor comercial atribuído ao consumo de sua “ova” e por ser endêmica da região Nordeste. A amostragem foi quinzenal, sendo analisados 137 exemplares. Observações macroscópicas e microscópicas das gônadas permitiu a identificação de quatro estágios de maturação gonadal: Imaturo, Em Maturação, Maduro e Regressão. A idade de maturação foi prevista com grau satisfatório de confiança, pois o desenvolvimento gonadal foi observado de alevinos até peixes na idade adulta. A eclosão dos alevinos foi acompanhada na Estação de Pesca Estevão de Oliveira, em Caicó/RN/Brasil. Posteriormente, os alevinos foram transferidos para um tanque na Escola Agrícola de Jundiaí, em Macaíba/RN/Brasil. Foram verificados machos e fêmeas juvenis até 225 dias após a eclosão (dae), em início de maturação com 247 dae, indivíduos com gônadas maduras a partir de 274 dae e em regressão a partir de 359 dae para fêmeas e 410 dae para machos, sendo corroborado pela curva de maturação com base nos valores do Índice Gônadossomático. Assim, observou-se que, mesmo em cativeiro, P. brevis atinge todos os estágios de maturação gonadal, com exceção da desova, devido ausência de condições ambientais adequadas, visto ser uma espécie reofílica. Portanto, constatou-se que a maturação gonadal de P. brevis ocorre entre 247 e 340 dae, correspondente ao período de outubro a janeiro, semelhante ao ambiente natural.


Palavras-chave: Prochilodus, ontogenia gonadal, histologia gonadal, índice gonadossomático, aquicultura.

 

DOI: http://dx.doi.org/10.18561/2179-5746/biotaamazonia.v5n2p65-70


Texto completo:

PDF_English


DOI: http://dx.doi.org/10.18561/2179-5746/biotaamazonia.v5n2p65-70

Direitos autorais 2015 Biota Amazônia (Biote Amazonie, Biota Amazonia, Amazonian Biota)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.