REVISÃO DE ESTUDOS SOBRE DETERMINAÇÃO DA IDADE ATRAVÉS DE OTÓLITOS DOS PEIXES MARINHOS BRASILEIROS

Mônica Rocha Oliveira, Stephen John Hawkins, Clive Trueman, Maria Emília Yamamoto, Sathyabama Chellappa

Resumo


Neste trabalho foi revisada a idade de 35 espécies de peixes marinhos da região costeira do Brasil. Um total de 42 artigos foi utilizado, sendo os dados categorizados de acordo com a década de publicação, par de otólitos usados para estimar a idade, métodos de validação, causas da formação do anel etário e a idade dos peixes. Os resultados mostram um aumento em número de estudos realizados em relação a idade e crescimento dos peixes marinhos. O par de otólito sagittae foi o mais utilizado para estudos de estimação de idade. Em geral, as marcas de crescimento nos otólitos foram relacionadas com a atividade reprodutiva dos peixes e a temperatura. Foram encontrados de 1 a 76 anéis (média=16) nos peixes marinhos do Brasil. Podemos concluir com essa revisão que é possível estimar a idade de peixes que habitam ambientes marinhos tropicais através de otólitos. É de fundamental importância para os estudos biológicos básicos que fornecem subsídios para tomadas de medidas na gestão e conservação dos estoques naturais de peixes.

Palavras-chave: anéis de crescimento, crescimento, sagittae, região costeira brasileira, recursos pesqueiros.


Texto completo:

DOWNLOAD DO ARQUIVO (PDF)


DOI: http://dx.doi.org/10.18561/2179-5746/biotaamazonia.v4n3p125-131

Direitos autorais 2014 Biota Amazônia (Biote Amazonie, Biota Amazonia, Amazonian Biota)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.