AVALIAÇÃO FITOQUÍMICA, MICROBIOLÓGICA E CITOTÓXICA DAS FOLHAS DE Gossypium arboreum L. (MALVACEAE)

Raimundo de Almeida Meira-Neto, Sheylla Susan Moreira da Silva de Almeida

Resumo


A espécie Gossypium arboreum L. (Malvaceae) é utilizada pela população para várias enfermidades, principalmente para doenças respiratórias. O objetivo dessa pesquisa foi realizara triagem fitoquímica, atividade microbiológica e análise citotóxica do extrato bruto etanólico das folhas dessa espécie. Utilizou-se para análise fitoquímica a metodologiasanalítico-qualitativa descrita por Barbosa et al. (2004), e a microbiológica pelo método de difusão em disco nas concentrações de 25 mg/mL, 50 mg/mL e 100 mg/mL do extrato bruto etanólico. Por meio da triagem fitoquímica foram identificados alcalóides, fenóis, taninos, saponinas espumídicas, depsídeos e depsidonas, esteróides e triterpenos, estes metabólitos apresentam algumas atividades que se correlacionam com as alegadas pela população. Com a análise citotóxica foi possível obter a CL50= 238 µg/mL, indicando que o extrato bruto etanólico apresenta moderada toxicidade. O extrato não apresentou nenhuma inibição frente à Klebsiella pneumoniae (ATCC 13883), Staphylococcus aureus (ATCC 25923) e Escherichia coli (ATCC 25922) nas concentrações de 25 mg/mL, 50 mg/mL e 100 mg/mL. Os resultados estão correlacionados com uso popular da espécie, sendo que, a citoxicidade deverá ser investigada com mais profundidade para que esta espécie seja usada de forma adequada e segura, ou seja, buscando sempre segurança e eficácia na utilização de plantas medicinais.

Palavras-chave: Algodão, metabólitos secundários, Artemia salina, ensaio biológico.


Texto completo:

DOWNLOAD DO ARQUIVO (PDF)


DOI: http://dx.doi.org/10.18561/2179-5746/biotaamazonia.v5n2p18-22

Direitos autorais 2015 Biota Amazônia (Biote Amazonie, Biota Amazonia, Amazonian Biota)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.