ESTRUTURA DA VEGETAÇÃO DE FRAGMENTOS FLORESTAIS NO CAMPUS DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ - BRASIL

Fabiana Estigarribia, Wegliane Campelo Aparício, Fernanda Gomes Galvão, Luma Carolina Borges Pereira, Rocilda Cirino Gama

Resumo


Para melhor compreensão da dinâmica da floresta em relação à sua estrutura, é importante a realização de estudos sobre as comunidades que as compõem. O objetivo do trabalho foi realizar a análise fitossociológica dos fragmentos de mata existentes no Câmpus da Universidade Federal do Amapá. Para o estudo, foram instaladas sistematicamente 40 parcelas permanentes de 250m². Foram amostrados todos os indivíduos arbóreos com (CAP) ≥ 10 cm. O material botânico coletado foi identificado no Herbário da Universidade Federal do Amapá, seguindo Sistema de classificação APG III. Foram analisados os seguintes parâmetros horizontais: Densidade, Dominância, Frequência, Valor de Importância, Diversidade e Distribuição Diamétrica e Espacial. A espécie que apresentou maior valor de importância foi a Enterolobium schomburgkii (28,76%), porém a mais frequente na área foi a espécie Protium guacayanum que apareceu em quase todas as parcelas da área de estudo. O maior CAP encontrado foi da espécie Byrsonima aerugo Sagot, da família Malpighiaceae, medindo 220 cm. No levantamento da composição florística, foram amostradas 2.431 indivíduos, e identificados cerca de 90 espécies pertencentes a 40 famílias. A família que apresentou maior número de indivíduos foi a Fabaceae (496). Em relação a distribuição diamétrica a classe 7 e 9 apresentaram ausência de indivíduos em relação às espécies mais procuradas de valor comercial. A distribuição espacial demonstrou como sendo agregada. Um pouco mais de 50 % dos indivíduos jovens competem de igual frequência por fatores abióticos, tendo em vista que a vegetação esta em processo de formação e os fragmentos florestais estão se reestruturando.

Palavra-chave: Fitossociologia, abióticos, espécie, classes. 


Texto completo:

DOWNLOAD DO ARQUIVO (PDF)


DOI: http://dx.doi.org/10.18561/2179-5746/biotaamazonia.v7n3p17-22

Direitos autorais 2017 Biota Amazônia (Biote Amazonie, Biota Amazonia, Amazonian Biota)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.